Para evitar a impotência

O que você pode fazer sozinho?

Pare de beber álcool ou beba menos. O álcool abusa seus punhos para que os sinais nervosos fiquem mais difíceis de alcançar. Portanto, você deve tentar beber menos álcool ou até parar completamente.

Pare de fumar. O tabaco tem o efeito colateral de que os vasos sanguíneos se contraem, fazendo com que o sangue se torne mais difícil de se mover pelo corpo. Isso resulta em menos sangue chegando ao pênis, o que, por sua vez, pode causar impotência.

Cresça o exercício ou tenha mais sexo. A atividade física aumenta a circulação sanguínea, o que aumenta o fluxo sanguíneo para o pênis, reduzindo assim o risco de ter disfunção erétil.

Disfunção erétil

Para a maioria dos casais, a relação sexual é uma escolha

Hoje, o sexo é algo que homens e mulheres podem desfrutar em igualdade de condições. Isso se deve às mudanças sociais ocorridas na última parte do século XX, como a emancipação das mulheres, melhoria da educação sexual nas escolas e melhor informação sobre a arte da sedução. É também por isso que se tornou mais fácil consultar um médico se surgirem problemas sexuais.

Indo ao médico para obter ajuda com disfunção erétil não é mais um tabu e atualmente existem vários tratamentos diferentes no mercado.

A disfunção erétil (que às vezes também é chamada de impotência sexual) envolve a falta de capacidade de conseguir ereção suficientemente forte para realizar uma relação sexual penetrante. Isso é importante tanto para a mulher quanto para a satisfação do próprio homem. A impotência sexual também é algo completamente diferente da disfunção erétil temporária. Esses problemas temporários podem ser causados ​​por falta de sono, fadiga, estresse, ingestão de álcool e alguns medicamentos. A disfunção erétil, por outro lado, é um problema permanente e deve ocorrer por um período de pelo menos 6 meses antes que o diagnóstico possa ser feito.